yauFYffipqizmIomzUIeHzhZCdvHaBAupMGw
 

Pós em Estruturas Metálicas: onde e por que fazer?

Por que investir em Estruturas Metálicas no Brasil? Quais as melhores especializações em Estruturas Metálicas? Como trabalhar na área de Estruturas Metálicas? Qual o salário dos engenheiros que trabalham com Estruturas Metálicas? Veja as principais dicas e informações do segmento.



O que são estruturas metálicas?


Estruturas metálicas são um tipo de sustentação usada na construção civil composta por perfis metálicos, principalmente aço. Ela pode ser aplicada em diversos tipos de projetos e tem como principal vantagem a rapidez.

Quem pode assinar projetos de estruturas metálicas?


Engenheiros Civis, Engenheiros Mecânicos e outros profissionais da Engenharia. No caso destes últimos, desde que obtenham, através de suplementação curricular, extensão de atribuição do CREA. A extensão de atribuição pode ser conferida através da realização de um curso de pós-graduação na área de Estruturas Metálicas, respeitados os requisitos do art. 7º, da Resolução CONFEA nº 1.073/2016.


Engenheiro civil pode assinar projetos de estruturas metálicas?


Sim. O art. 7º , inciso I, da Resolução 218/73 do CONFEA é claro ao dispor que as atividades relacionadas a elaboração de “projeto e especificação referentes a edificações” compete ao engenheiro civil. Vale citar:


Art. 7º- Compete ao ENGENHEIRO CIVIL ou ao ENGENHEIRO DE FORTIFICAÇÃO e CONSTRUÇÃO:

I - o desempenho das atividades 01 a 18 do artigo 1º desta Resolução, referentes a edificações, estradas, pistas de rolamentos e aeroportos; sistema de transportes, de abastecimento de água e de saneamento; portos, rios, canais, barragens e diques; drenagem e irrigação; pontes e grandes estruturas; seus serviços afins e correlatos.


Dentre as atividades inclusas está a nº 02, a saber “Estudo, planejamento, projeto e especificação”. Cita-se:


Art. 1º, da Resolução 218/73 do CONFEA: Para efeito de fiscalização do exercício profissional correspondente às diferentes modalidades da Engenharia, Arquitetura e Agronomia em nível superior e em nível médio, ficam designadas as seguintes atividades:


Atividade 01 - Supervisão, coordenação e orientação técnica;

Atividade 02 - Estudo, planejamento, projeto e especificação;


Embora o art. 7º não mencione expressamente o termo “estruturas metálicas”, as “edificações” podem conter estruturas de concreto, estruturas de madeira e, claro, estruturas metálicas, dentre outras. Logo, por dedução lógica, conclui-se que a expressão edificações engloba também as estruturas metálicas.


Engenheiro mecânico pode assinar projetos de estruturas metálicas?


Sim. É pacífico o entendimento de que engenheiro mecânico pode elaborar projetos de estruturas metálicas, conforme dispõe o art. 12, inciso I, da Resolução n º 218/73 do CONFEA. Vale citá-lo:


Art. 12 - Compete ao ENGENHEIRO MECÂNICO ou ao ENGENHEIRO MECÂNICO E DE AUTOMÓVEIS ou ao ENGENHEIRO MECÂNICO E DE ARMAMENTO ou ao ENGENHEIRO DE AUTOMÓVEIS ou ao ENGENHEIRO INDUSTRIAL MODALIDADE MECÂNICA:


I- o desempenho das atividades 01 a 18 do artigo 1º desta Resolução, referentes a processos mecânicos, máquinas em geral; instalações industriais e mecânicas; equipamentos mecânicos e eletro-mecânicos; veículos automotores; sistemas de produção de transmissão e de utilização do calor; sistemas de refrigeração e de ar condicionado; seus serviços afins e correlatos.


Dentre as atividades incluídas no art. 1º está a nº 02, a saber “Estudo, planejamento, projeto e especificação”, conforme supracitado.


Engenheiro Eletricista e Engenheiro de Produção podem assinar projetos de estruturas metálicas?


Se o profissional tiver concluído apenas uma graduação em Engenharia Elétrica ou tiver concluído apenas uma graduação em Engenharia de Produção, a resposta é não. Caso, no entanto, o profissional obtenha “suplementação curricular” seja cursando disciplinas adicionais conexas à área de estruturas metálicas na sua graduação, seja realizando uma Pós-graduação em Estruturas Metálicas, a resposta é sim. É necessário, no entanto, que a Câmara Especializada do CREA, após análise conjunta do histórico da graduação e do histórico escolar da pós-graduação do profissional, conceda a ele “extensões de atribuição”, nos termos do art. 7º da Resolução CONFEA nº 1073/2016. Vale citar o dispositivo:


Seção IV: Extensão das Atribuições Profissionais

Art. 7º. A extensão da atribuição inicial de atividades, de competências e de campo de atuação profissional no âmbito das profissões fiscalizadas pelo Sistema Confea/Crea será concedida pelo Crea aos profissionais registrados adimplentes, mediante análise do projeto pedagógico de curso comprovadamente regular, junto ao sistema oficial de ensino brasileiro, nos níveis de formação profissional discriminados no art. 3º, cursados com aproveitamento, e por suplementação curricular comprovadamente regular, dependendo de decisão favorável das câmaras especializadas pertinentes à atribuição requerida.


Não sou engenheiro civil nem engenheiro mecânico, se eu fizer uma Pós-graduação em Estruturas Metálicas posso ter extensão de atribuição no CREA?


Sim, é possível. Será necessário, no entanto, que você protocole no CREA pedido de extensão de atribuição, anexando históricos escolares e diplomas tanto da graduação quanto da pós-graduação ligada à área de Estruturas Metálicas. A concessão de extensão de atribuição ao profissional será julgada pela Câmara Especializada designada pelo CREA. A Câmara Especializada analisará, dentre outras coisas, se a somatória das cargas-horárias ligadas a área de estruturas metálicas cursada pelo profissional na graduação e também na pós-graduação, bem como as disciplinas e módulos realizados por este, podem lhe conceder extensão de atribuição, tudo em conformidade com o art. 7º e parágrafos seguintes da Resolução CONFEA nº 1073/2016.


Sobre cursos na área de Estruturas Metálicas:


Existe uma grande variedade de cursos disponíveis na área de estruturas metálicas. Mas é importante que você não confunda entender tecnicamente da matéria com saber utilizar um software de estruturas metálicas. É comum a oferta de cursos baseados apenas na utilização das ferramentas do programa. Não seja esse profissional. Entender de estruturas metálicas é muito mais do que saber operar um software. É necessário que você entenda tecnicamente o comportamento das estruturas, os conceitos, as metodologias, os cálculos e as normas que regulamentam a matéria.


O que faz um Engenheiro Estrutural?

Desenvolve projetos de estruturas metálicas, elabora esboços e desenhos, calcula medidas, define matéria-prima e etapas do processo de fabricação, de acordo com normas e especificações técnicas. Além disso, pode realizar:

  • Pesquisa e elaboração de projetos

  • realiza cálculos e detalhamento das estrutura

  • O estudo da viabilidade técnica, econômica e ambiental do empreendimento e etc....

O Engenheiro é incumbido também no planejamento e fiscalização das estruturas de uma obra, ensaiar novos equipamentos e procedimentos, programar inspeção preventiva e corretiva, entre outras funções.


Por que se especializar em estruturas metálicas?


O primeiro ponto é que o setor está em constante crescimento e evolução. Além disso, as estruturas metálicas já estão entre as quatro mais usadas do mundo, devido suas vantagens de redução no tempo de construção; qualidade da estrutura e do serviço; mais controle tecnológico; altas resistências e construções sustentáveis. Por isso, se especializar é estar preparado para atender a demanda já existente e a demanda futura, bem como oferecer um serviço qualificado.


Qual o salário de quem é especializado em estruturas?


Um projetista pode ganhar em média R$ 6.293,00. O profissional começa ganhando em média R$ 3.737,00 de salário e pode vir a ganhar até R$ 7.888,00.


Um Engenheiro Calculista inicia ganhando R$ 4.226,00 de salário e ganhar até R$ 8.255,00. A média salarial para a profissão no Brasil é de R$ 5.518,00.


Uma pesquisa da ABCEM sobre o faturamento das empresas de estruturas metálicas em 2020 reflete essa afirmação:

Se especializar em estruturas metálicas é importante para sua carreira pois permite que você acompanhe as atualizações da indústria, desenvolvendo projetos atuais, tomando conhecimento das normativas atualizadas.


A escolha de um boa Pós-graduação na área da Engenharia deve ter por base 3 coisas:

1) professores que sejam formadores de opinião nos seus setores;

2) uma turma que possua profissionais que já atuem na área, permitindo um forte networking; e

3) disciplinas alinhadas com a prática do mercado.


Ao se especializar é fundamental que você veja, pelo menos, os seguintes tópicos:


1-Comportamento e Dimensionamento de Estruturas de Aço em situações de Incêndios

2-Projetos de Estruturas Aço e Análise Estrutural

3- Estruturas Mistas de Aço e Concreto

4-Patologias em Estruturas Metálicas


Onde fazer a especialização em Estruturas Metálicas?


Na Navigare ofertamos a Pós em Estruturas Metálicas! (link). proporcionando aos nossos alunos acesso a um conteúdo completo sobre o tema e aulas com profissionais que são referência no mercado de trabalho e na área acadêmica. Além disso, fazer uma pós possibilita a expansão do seu conhecimento, que é fundamental para uma carreira de sucesso.


Você deve estar pensando: legal, mas isso só é possível para quem puder desembolsar grandes valores. Nada disso! com um justo custo-benefício, Vale a pena conferir clicando aqui -> (link).


Ah, e só mais uma dica: Networking é fundamental!

O seu sucesso profissional está também diretamente relacionado aos contatos que você cultiva ao longo da vida. Dessa forma, ter uma boa rede profissional de contatos tornou-se algo fundamental nas carreiras.


Um ponto importante: a rede de contatos deve ser alimentada sempre, e não apenas quando você precisa de alguma coisa. Networking não é uma relação onde você só ganha. É uma relação de troca e, às vezes, você tem que dar o primeiro passo. Dificilmente você terá êxito se pensar em apenas ganhar. Ajudar pessoas é a melhor forma de começar.


Outro ponto de destaque é que a máxima “quem não é visto não é lembrado” vale muito. E uma das maneiras mais comuns de fazer isso é nas redes sociais. Mantenha suas redes atualizadas e publique suas participações nos eventos do setor. Ter um bom networking o ajudará a se manter na mente das profissionais do setor quando surgirem novas oportunidades.


Gostou do artigo? No blog da Navigare (link) você pode conferir muitos outros assuntos! siga nossas redes sociais e fique por dentro das novidades!


Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone LinkedIn