Pós em BIM, onde e por que fazer?


I- BIM agora é Lei e será obrigatório em licitações públicas.


A medida do Governo Federal em exigir o uso do BIM a partir de 2021 faz parte da Estratégia Nacional de Disseminação do BIM no Brasil. O primeiro passo para a mudança aconteceu em 17 de maio com o decreto nº 9.377/18, assinado pelo presidente da República Michel Temer, durante o Encontro Nacional da Indústria da Construção (ENIC).


Mudanças podem gerar certo desconforto, mas acontecerá o mesmo que aconteceu na década de 80, quando a tecnologia CAD veio ao Brasil. A transição não foi simples, mas hoje é possível perceber quão forte é sua utilização no mercado. No caso do CAD, ele permite apenas que se crie representações de elementos construtivos, e não uma simulação virtual completa da obra como é no BIM.


No Brasil, Santa Catarina foi o primeiro estado a definir que até 2019 as licitações de obras públicas sejam feitas com a metodologia BIM.


II - Governo definiu calendário para implantação do BIM.


Os prazos para implementação foram divididos em três etapas:


A partir de janeiro de 2021: a exigência de BIM se dará na elaboração de modelos para a arquitetura e engenharia nas disciplinas de estrutura, hidráulica, AVAC e elétrica;

A partir de janeiro de 2024: os modelos deverão contemplar algumas etapas que envolvem a obra, como o planejamento da execução da obra, na orçamentação e na atualização dos modelos e de suas informações como construído (“as built”);

A partir de janeiro de 2028: passará a abranger todo o ciclo de vida da obra ao considerar atividades do pós-obra.


III - O BIM já é realidade!


O processo de implantação do BIM já é uma realidade. Já existem obras no Brasil, inclusive de grande porte, realizadas com a tecnologia BIM. Vejamos alguns exemplos de Editais de Licitação.


Editais de Licitação 2017-2018 que já utilizaram BIM:

TRT-24ª Região - Contratação de Empresa Especializada para a Elaboração de Projetos Executivos, sendo a Compatibilização, as Disciplinas de Arquitetura e de Estruturas com Desenvolvimento em Plataforma Bim (Building Information Modeling);

RECEITA FEDERAL - Contratação de pessoa jurídica para fornecimento de solução de TI para elaboração de projetos de engenharia em BIM e treinamentos;

UNESCO - Proposta para realização de estudos e elaboração de proposta sobre a exigência do Building Information Modelling (BIM) nas licitações governamentais;


Além desses podemos citar outros exemplos de utilização do BIM, tais como: (i) pela PETROBRAS, para a elaboração do projeto executivo e construção da Unidade Operacional da Bacia de Santos — a sede do pré-sal —, em Santos; (ii) pela CDURP (Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro), em uma licitação para elaboração, em BIM; (iii) pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), na licitação para o desenvolvimento de projetos de 270 aeroportos regionais; e (iv) em licitação referente à construção de dois hospitais feita pelo governo de Santa Catarina.


Portanto, é certo que as futuras licitações de obras exigirão cada vez mais o uso de BIM. Dentre os diversos objetivos do BIM, o artigo 2°, V, do novo Decreto, elenca a proposição de atos normativos que estabeleçam parâmetros para as compras e as contratações públicas com uso do BIM.


IV- Como se qualificar para não ficar de fora do novo mercado BIM?


A migração do CAD para o BIM é inevitável. Se você se prepara para isso através dos caminhos acadêmicos ou será um autodidata, a opção é sua, mas parar de estudar não é uma opção viável no mercado de hoje.


O mercado atual espera contar com profissionais que busquem o autodesenvolvimento o tempo todo. Fazer uma Pós pode ser uma boa saída. Mas, não apenas para ter um certificado que ficará guardado na sua estante.


A escolha de um boa Pós-graduação deve ter por base 3 coisas: 1) professores que sejam formadores de opinião nos seus setores; 2) uma turma composta por profissionais que já atuem na área, permitindo um forte networking entre os alunos e 3) disciplinas alinhadas com a prática do mercado.


Você deve estar pensando: legal, mas isso só é possível para quem puder desembolsar grandes valores. Nada disso! Existem instituições de ensino que ofertam Pós-Graduações nessa área nesse nível e com um justo custo-benefício, como a Pós em BIM do Instituto Navigare. Vale a pena dar uma conferida.


V – Uma última dica: Networking é fundamental


O seu sucesso profissional está diretamente relacionado aos contatos que você cultiva ao longo da sua vida. Dessa forma, ter uma boa rede profissional de contatos tornou-se algo fundamental nas carreiras.


A aproximação com pessoas e a criação do seu círculo social é algo que pode se dar de várias formas: em um curso, na faculdade, no trabalho, na sua igreja etc.


É sempre bom ficar atento as Feiras, Workshops e Congressos que acontecem no setor. Nele sempre estão presentes gerentes, diretores e clientes de grandes e pequenas empresas.


Um ponto importante: a rede de contatos deve ser alimentada sempre, e não apenas quando você precisa de alguma coisa. Networking não é uma relação onde você só ganha. É uma relação de troca e, às vezes, você tem que dar o primeiro passo. Dificilmente você terá êxito se pensar em apenas ganhar. Ajudar pessoas é um bom primeiro passo.

Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • YouTube ícone social

Navigare (Matriz)

Av. Jerônimo de Albuquerque, Nº 22, Cohafuma, São Luís – MA. CEP. 65071-750