top of page

Especialização em Engenharia: Seu caminho para o sucesso!

Você sabe quais as áreas da Engenharia são mais remuneradas atualmente?

Relaxa que a gente te explica!




O campo da engenharia é uma das carreiras mais diversificadas e em rápida evolução, com muitas áreas de especialização diferentes disponíveis. Neste artigo, discutiremos porque é importante para os graduados em engenharia buscar uma especialização, e onde você pode encontrar essas especializações.


Em primeiro lugar, um graduado em engenharia deve considerar a possibilidade de buscar uma especialização porque ela lhe permite focar em habilidades específicas necessárias para o sucesso nesse campo em particular. Por exemplo, se você é um engenheiro elétrico que quer trabalhar com robótica, então busque um diploma adicional em robótica para aprimorar suas habilidades e encontrar um emprego mais facilmente do que se você não teve nenhum treinamento.

Em segundo lugar, buscar uma especialização é importante porque o ajudará a destacar outros candidatos ao se candidatar a empregos ou possibilidades. Ao demonstrar que você deu passos extras para aprender mais sobre a indústria e desenvolveu suas habilidades além do que foi exigido apenas pelo seu programa de obediência, os empregadores saberão que podem confiar em você com projetos importantes imediatamente - eles não terão que se preocupar se você será capaz ou não de lidar com eles!

Se você é um engenheiro e deseja se especializar, é importante estar ciente das áreas disponíveis para aprofundar seus conhecimentos. E para quem busca um diferencial no mercado de trabalho, fazer uma pós-graduação na área é uma excelente opção. A seguir,

falaremos sobre algumas das principais áreas de especialização em engenharia e as opções de

cursos de pós-graduação disponíveis.

Existem diversas áreas de engenharia que oferecem bons salários no Brasil, e que variam bastante dependendo da região, setor ou empresa no País em que o profissional atua. Segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), as áreas das mais bem pagas segundos os dados divulgados são nas áreas da engenharia Civil. Segundo dados do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA), região que apresentou o maior aumento no número de engenheiros registrados no Brasil entre os anos de 2010 e 2020 foi a região Sudeste, com um aumento de aproximadamente 30%. No entanto, é importante ressaltar que a região Sudeste já possuía um número significativo de engenheiros registrados, o que pode ter influenciado nesse aumento. Outras regiões do país também seguiram crescimento no número de engenheiros registrados, como a região Centro-Oeste e a região Norte.

Quais especializações eles podem fazer?


Um engenheiro civil que visa se especializar na área de geotecnia fica responsável por estudar o comportamento e as propriedades do solo e das rochas, bem como suas interações com as estruturas construídas. Essa especialização inclui a análise e projeto de fundações, taludes, contenções, barragens, túneis, entre outras estruturas geotécnicas.

Já para aqueles que desejam seguir a carreira como especialistas em ferrovias e metrôs, o profissional responsável atua diretamente no planejamento, elaboração de projetos, construção e manutenção de sistemas de transporte ferroviário, incluindo ferrovias, metrôs, bondes e outros tipos de sistemas de trilhos. Além de contar com a colaboração de outros engenheiros, arquitetos, urbanistas e profissionais de transporte para garantir que o sistema de transporte ferroviário atenda às necessidades das pessoas e da cidade.

Ao que querem se especializar em Pontes e Viadutos, o profissional atua diretamente focada em vários tipos de projetos, desde pequenas pontes de concreto até grandes viadutos e estruturas de grande porte que atravessam rios, vales ou regiões montanhosas. As suas principais atividades são: Planejamento, projeto, construção, manutenção e inspeção. O Engenheiro com esta especialização deve ter conhecimentos avançados em análise e dinâmica estrutural, materiais de construção, mecânica dos fluidos e outras áreas relacionadas para garantir que as estruturas que projetam sejam seguras, eficientes e duráveis.

A área da pavimentação também é uma especialização da engenharia civil que consiste na concepção, planejamento, projeto, construção e manutenção de pavimentos para estradas, rodovias, aeroportos e outras infraestruturas de transporte. Os profissionais especializados neste segmento precisam ter conhecimentos avançados em materiais de construção, análise estrutural, geotécnica, hidráulica e outros aspectos relacionados à engenharia civil. Eles também devem estar atualizados com as normas e regulamentações locais e nacionais relacionadas à construção e manutenção de pavimentos. Podendo se especializar em Pós-como: Gerenciamento de Obras, e Engenharia de Pavimentação, estradas e rodovias.

Já o Engenheiro Eletricista é responsável por projetar, implementar e manter sistemas elétricos, eletrônicos e de automação em diversos setores, como a indústria, o comércio, a infraestrutura urbana e as telecomunicações. Este especialista precisa ter conhecimento em eletricidade, eletrônica, sistemas de comunicação e automação, além de conhecimentos específicos em sua área de atuação. É importante também que ele esteja atualizado com as normas e regulamentações vigentes, que regem o uso e a segurança de sistemas elétricos e eletrônicos. O profissional que atua nesta área também pode atuar em outras áreas, como a geração e distribuição de energia elétrica, sistemas de telecomunicações, sistemas de energia renovável, sistemas de iluminação pública, entre outras. Podendo se especializar em Pós-como: energias renováveis e eficiência energética na indústria 4.0.


Por que o graduado em Engenharia precisa buscar uma especialização?


É de suma importância por diversos motivos, alguns deles são o aprofundamento de conhecimento, ao buscar uma especialização o engenheiro pode se aprofundar em uma área específica do conhecimento, adquirindo habilidades e competências mais avançadas na sua área de atuação. Também será um diferencial competitivo no mercado, com a crescente demanda por profissionais cada vez mais especializados, ter uma formação complementar pode ser um diferencial competitivo para o engenheiro, tornando-o mais valorizado no mercado de trabalho. Ampliação do mercado de trabalho, a especialização pode abrir novas oportunidades, seja elas em áreas especificam ou em empresas que valorizam a formação complementar. A atualização profissional também é grande importância, pois o mercado está em constante atualização, na especialização o profissional vai obter uma atualização sobre as novas tecnologias. Reconhecimento profissional a especialização na área de atuação torna o engenheiro um especialista na área tendo total destaque da área em questão. E como já vimos, todas as áreas mais bem pagas da engenharia no Brasil consiste em um conhecimento aplicado e atualizado sobre cada norma da área de atuação, assim como habilidades adquiridas para sua atuação profissional na área.


Quais as áreas da Engenharia são mais remuneradas atualmente?


Segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) às Engenharias mais bem pagas segundos os dados divulgados são:


  • Engenheiro Civil (Geotecnia) ou (Mecânica de solos), com um piso salarial de R$ 10.963,39, chegando ao teto salarial de R$ 22.448,16, com carga horária de 41 horas.

  • Engenheiro Civil (Ferrovias e Metrovias) com um piso salarial de R$ 10.804,59, com um teto salarial de R$ 24.823,14, tendo uma carga horária de 42 horas. Engenharia de hidrologia com um piso salarial de R$10.536,22 tendo carga horária de 41 horas, com teto salarial de R$ 18.449,99.

  • Engenheiro Civil (Pontes e Viadutos), com um piso salarial de R$10.456,95 tendo carga horária de 41 horas com teto salarial de R$ 19.818,06. Os Engenheiro de Pavimentação, Engenheiro de Estradas, Engenheiro Civil (Rodovias), Engenheiro Civil (terraplanagem), contam com um piso salarial de R$ 9.525,06 tendo carga horária de 42 horas e teto salarial de R$10.290,00.

  • Engenheiro Eletricista de Projetos, Engenheiro Eletrotécnico de Projetos, Engenheiro de Projetos Elétricos, com piso salarial de R$9.193,39, com uma carga horária de 42 horas, tendo um teto salarial de R$ 19.515,66.

  • Engenheiro Eletricista, Engenheiro Elétrico, Engenheiro Eletrotécnico R$ 8.759,24 com uma carga horária de 42 horas tendo um teto salarial de R$ 17.490,97.

E onde posso encontrar as especializações citadas?


Se você não tem certeza sobre qual especialização é a certa para você, não se preocupe! A Navigare é uma instituição que atua na formação de especialistas a mais de 9 anos, e conta com um corpo docente proeminente, formado por mestres e doutores com grande reconhecimento em todo Brasil. As aulas são em formatos presencial e em formato remoto (ao vivo/online), permitindo que o aluno tenha acesso de qualquer lugar do país, interação com os alunos remotamente e total suporte as aulas pelos monitores e professores das aulas.

Todas as aulas consistem em métodos dinâmicos que ajudam na aplicação do conhecimento de cada área escolhida, com Pós de duração de 12 a 18 meses reconhecida pelo MEC e tendo sua certificação pela UNIFATEC e pela UniBF.

Quer saber mais sobre como e onde fazer uma Pós-Graduação? Confira aqui !

Siga nossas redes sociais e fique por dentro das novidades!

Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone LinkedIn
  • Preto Ícone YouTube
bottom of page